«Depois de Ronaldinho, a fuga do Bebé»

Publicado no jornal “Relvado”, 19 Agosto de 2010, Autor: TicoMaia, Editado por Cátia Gonçalves.

«Dez anos volvidos, o Estrela da Amadora volta a deixar fugir o "ouro". Um clube que sempre viveu com dificuldades financeiras, parece que tem o azar, ou a ingenuidade, de deixar fugir jogadores que lhes dariam milhões. A que achas que se deve isto, caros relvas ? Burrice dos seus dirigentes, ou mesmo falta de sorte?

As histórias da fuga do ouro vem desde o início da época 98/99, quando um jogador, de seu nome Roberto Assis, jogou no Estrela da Amadora, depois de vir do Sporting. Este Assis tinha um irmão mais novo, magrinho e pequenino, que veio do Brasil, nas férias da escola, visitar o irmão a Portugal, chegando a treinar também no Estrela.

Assis propôs ao clube assinar contrato com o irmão. No entanto, o Estrela da Amadora recusou por acharem que não tinha qualidades suficientes. Esse irmão mais novo era, nada mais nada menos, que Ronaldinho Gaúcho, simplesmente um dos melhores jogadores do Mundo dos últimos 10, 15 anos.
Agora vem a história do Bebé . Depois de jogar nos júniores do Estrela da Amadora, chegou à equipa principal, onde jogou o ano passado, na segunda Divisão B. Deu nas vistas e, no final do contrato, o Vitória de Guimarães veio busca-lo. Passado pouco mais de um mês, vendeu-o por um valor que ronda os 8/10 milhões de euros ao Manchester United.

Foi um jackpot total para o Vitória, mas mais um tiro nos pés dos dirigentes do Estrela. 10 milhões para o Estrela eram a salvação nos próximos anos, mas voltou a fugir o ouro... »

Não foi bem assim... ainda passou por Belém... e sabemos lá por mais onde!?!...

4 comentários:

  1. Como pode alguém divulgar tanta asneira junta? o jornal electrónico "O Relvado" deveria existir para informar com rigor e não para inventar histórias da carochinha.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário é ridiculo...além de despropositada comparação,o Ronaldinho não ficou,não por não ter qualidade,mas sim pelas exigências que foram feitas,demasiado elevadas para um junior.Mas é sempre um prazer pisar o nome do Estrela...também outros clubes tiveram perolas e deixaram fugir.Também o Guimarães teve o Giovanni(Barcelona) a treinar á experiência,mas também o despacharam,,,,

    ResponderExcluir
  3. Esta publicação VALE pelo ALERTA do que por qualquer outra coisa mais ou menos desconforme. Penso também não ser uma notícia do “Relvado” mas sim um artigo de opinião. Porque é que o Bebé era o único com vencimentos em dia, (de certa forma com a concordância dos colegas, devido à sua particularidade) até um certo dia? Sabia-se que seria um jogador a transferir com possibilidades de um bom encaixe. Quem foi colocado à frente do Clube não soube (para não dizer o que penso) acautelar os interesses dos credores (principalmente o ESTADO, apático a todas estas movimentações), nem dos sócios. A verba arrecadada pelo Guimarães dava para saldar 1/3 da divida actual!!! Infelizmente não serão encontrados nem denunciados os culpados!... Estamos em Portugal, país à beira-mar plantado…

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir